terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Para refletir na quarta feira

"Jacques Lusseyran fez uma observação perspicaz. Lusseyran, cego desde oito anos de idade, foi o fundador de um grupo de resistência na Segunda Guerra Mundial. Acabou sendo capturado pelos alemães e encarcerado no campo de concentração de Buchenwald. Mais tarde, ao relatar suas experiências no campo, Lusseyran afirmou:"...Percebi então que a infelicidade chega a cada um de nós porque acreditamos ser o centro do universo, porque temos a triste convicção de que só nós sofremos ao ponto da intensidade insuportável. A infelicidade é sempre se sentir cativo na própria pele, no próprio cérebro."

2 comentários:

Tecnenfermaginando disse...

márcias: tão perfeito o texto...

^^

acredita que eu tinha sumido daqui como sua seguidora? entretanto, vc permanece na minha página...
de qq forma, já passei a te seguir (de novo?!)!!

bjux

Márcia Justiniano disse...

Teresa notei que com a alteração do gadget pela google, os seguidores apresentaram alterações, estou verificando os que acompanho para ver se permaneço.

Bjs