quarta-feira, 25 de março de 2009

Decepção



Decepção

Dói

Tanto

Quanto amar e

Não ser amado

Um dia

Espero que não

Vocês conheceram a

Dor

Que conheço

Um acha que pode brincar

Outro acha que controlo

Quero chorar

Não consigo

Tenho pena

De quem não conhece

O que conheço

Emoções

Sentir vida

Brotando

Coração palpitando

Sangue circulando

Tenho pena

E ao mesmo tempo

Queria ser igual

Para não sofrer

Quero esquecer!!!!!!

4 comentários:

Tetê disse...

respire fundo, querida, e recomece...

nada como um dia atrá do outro!

bjus no coração!!

Giselle Almeida disse...

Lindinha... Q isso vc é linda e nãopode se permitir q nada nem ninguém t decepcione!!!
Chute o pau da barraca e jogue a poeira para longe de vc!!
Seja feliz... Vc tem amigos (asim como eu) que só querem seu bem...
SEJA MT FELIZ...
EXCELENTE FIM DE SEMANA!!
Bjinhos da Gi

Anônimo disse...

Só nos decepcionamos quando pensamos que estamos numa condição ou posição, que na realidade só está no nosso pensamento. Alegrias e decepções acontecem conosco mesmo, por isso bola para frente e vamos falar de coisas menos tristes.

Auci disse...

E aí, dona moça?! "Decepção" foi a senhora não ter ido a última noite do vinil. rs! Foi "bóóótimaaa!" Divertidíssima. E muito elucidativa, culturalmente falando. Nossa, ouvi tanta coisa que conhecia e nem imaginava que era de autores campistas! Bacana isso!.

Veja se anima e dê sinal de vida!

bjins.